Prouni Municipal 2020, saiba mais clicando aqui!

Dia Nacional de Luta contra a Violência à Mulher

Prouni Municipal 2020, saiba mais clicando aqui!

No dia nacional de luta contra a violência à mulher a prefeitura de Jaguariúna destaca que na cidade as mulheres têm apoio a todo momento. Aqui temos mecanismos que garantem a agilidade nas ações de combate a esse tipo de crime.

Um deles é a Lei 2455/2017 sancionada pelo prefeito Gustavo Reis, que institui a Ação Patrulha Maria da Penha por meio do programa Anjo da Guarda da Mulher.

Com ela a Polícia Municipal e as secretarias municipais de Saúde, Educação e Assistência Social atuam em parceria para monitorar o cumprimento das medidas protetivas de urgência às mulheres determinadas pelo Poder Judiciário. Entre as medidas adotadas estão o acolhimento da mulher que é vítima de violência física, psicológica, sexual, moral e patrimonial.

“Também fazemos diversas palestras em escolas, empresas para orientar as mulheres sobre como pedir ajuda caso necessário. Essas ações fazem a mulher se sentir mais acolhida.”, disse a Policial Municipal Roberta de Azevedo Irineu Acorsi, que faz parte dessa equipe da Ação Patrulha Maria da Penha.

Outro mecanismo que garante proteção às mulheres em Jaguariúna  é o Serviço de Proteção à Mulher que é prestado pela delegacia de polícia de Jaguariúna. Com ele agora há uma sala reservada de atendimento às vítimas. Assim elas têm a privacidade e a segurança garantidas.

Atualmente 45 mulheres estão sob medidas protetivas aprovadas pelo Poder Judiciário, segundo um levantamento feito pela Polícia Municipal de Jaguariúna.

Diante desses números o Policial Municipal Fabrício Nunes, que também faz parte da equipe da Ação Patrulha Maria da Penha, ressalta: a mulher precisa saber se defender. Por isso, hoje a corporação tem um projeto chamado Policial Amigo, onde Fabrício dá aulas gratuitamente de jiu-jitsu duas vezes por semana na cidade.

“A gente tem bastante exemplo de mulheres que conseguiram se defender com golpes de luta. Faz muita diferença a mulher se conhecer mais. Ela não fica tão vulnerável. O jiu-jitsu serve como método de defesa pessoal e também ajuda no equilíbrio emocional.”, disse Fabrício Nunes.

Locais e horários das aulas de jiu jitsu:

Terças-feiras: às 19h no Parque Santa Maria.
Sábados: às 10h na escola municipal Julia Calhau
às 17h no Parque Santa Maria.

Denúncias devem ser feitas pelo telefone: 153.

Reportagem: Lícia Mangiavacchi – Foto: Ivair Oliveira