Médico formado na Rússia visita prefeito para agradecer oportunidade que teve via ProUni Municipal

A história de um jovem morador de Jaguariúna que conseguiu alcançar seu sonho e veio para agradecer a quem lhe deu a primeira oportunidade e abriu as portas para que hoje ostente, com muito orgulho, o diploma de médico. Essa, de forma bem resumida é a história de Jackson Silva da Conceição, 32 anos, que visitou o prefeito Gustavo Reis na manhã desta terça-feira, 7 de maio, para agradecer a bolsa de estudos que obteve em 2011, via ProUni Municipal.

“Cursei seis anos de Medicina na Kursk State Medical University, na cidade de Kursk, na Rússia, graças à essa iniciativa do prefeito Gustavo Reis. Então, prometi a mim mesmo que viria agradecer pessoalmente pela oportunidade, pois realizei meu sonho e não é qualquer cidade que oferece uma chance dessas, não! Estou muito contente em dizer isso a ele pessoalmente”, revela Jackson.

Nascido na pequena Pirapemas, o maranhense espera apenas o exame do Revalida, previsto para setembro pelo Governo Federal, para ter seu diploma reconhecido no Brasil e começar a trabalhar. “Quero me dedicar a cuidar da saúde das pessoas aqui mesmo, onde fui muito bem recebido”, diz.

Dedicação

Filho de camponeses que ainda vivem da agricultura de subsistência em Pirapemas, Jackson chegou a Jaguariúna em 2007 disposto a cursar medicina. Como não tinha condições financeiras para pagar a faculdade, viu uma oportunidade de fazer um curso de nível superior via ProUni Municipal de Jaguariúna, lançado em 2010 pelo atual prefeito. Passou na triagem socioeconômica e ganhou a bolsa de estudo para fazer Administração de Empresas.

“Já era um belo começo, confesso, mas não era o que eu queria, pois sonhava com Medicina. Comecei o curso na antiga FAJ (Faculdade de Jaguariúna) e depois parei. Aí, soube de uma oportunidade de intercâmbio estudantil na Rússia, enviei meu currículo e fui aprovado em abril de 2011. Não tinha dinheiro nem para a passagem e recebi ajuda financeira da Prefeitura. Senti que era a grande oportunidade de minha vida e fui pra lá com a cara e a coragem, mas minha dedicação foi recompensada. Hoje sou médico e poderei me dedicar ao que mais gosto: salvar vidas e auxiliar as pessoas a terem mais saúde”, revela.

Nos seis anos que passou em Kursk, Jackson conseguiu aprender inglês e russo, línguas que fala com fluência, além de ‘arranhar’ um espanhol. Portanto, o novo médico é também poliglota. Sua formatura aconteceu em 18 de janeiro de 2019 e encheu de orgulho a família, formada pelos pais e mais sete irmãos.

Três deles – 2 homens e uma mulher – são casados e moram em Jaguariúna. “Minha irmã, inclusive, obteve a casa própria aqui por meio do programa Minha Casa Minha Vida”, que foi outro benefício que ajudou bastante, lembra. Jackson é noivo e não vê a hora de começar a exercer a medicina.

Antes de encerrar a visita ao prefeito, que estava acompanhado pela vice-prefeita e secretária do Meio Ambiente Rita Bergamasco, fez questão de entregar uma lembrança típica da Rússia: uma boneca matryoshka (confira abaixo). Além disso, gravou num vídeo seu agradecimento especial ao prefeito, onde destacou que acompanha a atual administração. “Sou a prova viva de que investir em educação e saúde traz resultados concretos. “Serei eternamente grato por isso”, finaliza.

A UNIVERSIDADE

A Universidade Médica Estatal de Kursk, também conhecida como Instituto Médico Estatal de Kursk; Universidade Médica Estatal do Governo de Kursk; Kursk State Medical University; KSMU; KurskGMU; KurskSMU, está entre as mais importantes e desenvolvidas instituições russas da área de saúde.

Fonte: http://www.kgmu.com/

O PRESENTE

Matryoshka, do russo матрёшка, também é conhecida como boneca russa, por ser um brinquedo tradicional da Rússia. Constitui-se de uma série de bonecas, feitas geralmente de madeira e colocadas umas dentro das outras, da maior (exterior) até a menor (a única que não é oca).

Fonte: Internet

 

Reportagem: Aluízio Santana

Fotos: Ivair Oliveira (Gabinete) e acervo pessoal de Jackson Conceição (Formatura).