Narrativa Fotográfica sobre a COOPERJ Jaguariúna pode ser conferida no Museu Ferroviário do Centro Cultural

Imagens destacam a importância social do trabalho para o bem-estar da população e buscam valorizar os catadores de materiais recicláveis, que atuam de maneira organizada e geram renda com essa atividade.

Uma oportunidade de conhecer melhor o trabalho dos integrantes da “Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Materiais Recicláveis de Jaguariúna” – COOPERJ, que acontece na cidade desde 2007 em parceria com a Prefeitura. Esse é o teor da Mostra Fotográfica com narrativa que está aberta à visitação pública e gratuita por 30 dias no Museu Ferroviário do Centro Cultural Zi Cavalcanti. As visitas estão liberadas de quarta-feira a domingo.

A narrativa em imagens é organizada por meio do “Programa ViraSer”, do GAIA (Grupo de Aplicação Interdisciplinar à Aprendizagem) junto à empresa JDE Coffee em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente da Prefeitura de Jaguariúna. A Mostra busca dar mais visibilidade e valorizar o trabalho dos catadores de material reciclável, que é de grande importância para a população.

A coleta seletiva acontece em toda área urbana por meio do Programa Municipal Jaguariúna Sustentável – Eu Reciclo. As imagens registram o dia-a-dia do trabalho dos cooperados e ficou exposta durante um mês no hall da Casa da Memória Padre Gomes, onde está preservado o maior acervo fotográfico sobre a história do município.

Além de contribuir com a limpeza urbana, a coleta seletiva ajuda a preservar a saúde pública e melhora a qualidade de vida, além de ter um importante papel social. Por meio da atuação organizada dos catadores de materiais recicláveis, pessoas em situações de risco são recolocadas no mercado de trabalho.

Na prática, os antigos catadores de materiais recicláveis se transformaram em profissionais, aumentando a geração de empregos e gerando aquecimento da economia local. Além disso, o volume diário de resíduos enviados ao aterro sanitário é reduzido consideravelmente, possibilitando maior aproveitamento do que antes era descartado.

De acordo com a engenheira ambiental Pamela Bartulic Tieppo, da Secretaria do Meio Ambiente de Jaguariúna, o “ViraSer” é um programa de responsabilidade compartilhada no gerenciamento de resíduos e busca implantar a Política Nacional de Resíduos Sólidos no município, tendo como foco a cadeia produtiva da reciclagem e logística reversa. A iniciativa visa, ainda, a inclusão socioprodutiva dos catadores de material reciclável em negócios inclusivos e de impacto social.

Reportagem: Aluízio Santana

Fotos: Ivair Oliveira