Prefeitura de Jaguariúna inicia pavimentação da Estrada do Japonês

Asfaltamento era reivindicação antiga dos moradores dos Condomínios Jaguariúna I e II, no bairro Cruzeiro do Sul, e deve estar pronto até o início de novembro.

A movimentação de caminhões carregados com tubos de concreto e das equipes que preparavam a sinalização inicial de início das obras de pavimentação da Estrada Judite dos Santos Pinto (antiga Estrada do Japonês), na manhã desta quinta-feira, 22 de agosto, chamou a atenção dos moradores do Residencial Jaguariúna I e II, no bairro Cruzeiro do Sul. Ao verem o prefeito Gustavo Reis no local, vários moradores foram cumprimentá-lo e receberam dele a confirmação: a Prefeitura estava em ação para cumprir a promessa feita anteriormente.

“É uma satisfação enorme vir aqui, hoje, para dar início ao asfaltamento dessa estrada, pois mais de três mil moradores dessa região da cidade serão beneficiados diretamente, principalmente quem mora nesses dois condomínios. Estamos trabalhando para manter a qualidade de vida que queremos para todos em Jaguariúna”, disse o prefeito.

Com custo total de R$ 877.777,77 a obra tem previsão de entrega até 6 de novembro deste ano e inclui toda a extensão da Estrada Judite Pinto e parte da rua Thomaz Jasso. A contrapartida da Prefeitura de Jaguariúna será de R$ 377.777,77 – cabendo ao Governo federal, via Ministério das Cidades, arcar com R$ 500 mil, que vieram para Jaguariúna por meio de uma emenda parlamentar apresentada pelo deputado federal Carlos Sampaio (PSDB), de Campinas.

“Hoje, começamos a preparar o terreno para implantar a infraestrutura necessária, que inclui a tubulação de drenagem, terraplanagem do solo e a construção de guias, sarjetas e calçadas em toda a extensão, explica Marcos Roberto Constantino, proprietário da Pavinc Pavimentação Infraestrutura e Construção Civil Ltda. A empresa tem sede em Osasco, na Grande São Paulo, e venceu a licitação pública da obra.

Completa

Conforme Marcos Constantino, a Estrada Judite dos Santos Pinto será entregue completa, pois a construtora também fará a sinalização horizontal (de solo), a vertical (placas) e haverá rampas de acessibilidade, conforme consta no projeto original. Durante os primeiros 60 dias das obras o trânsito será fechado ao tráfego de veículos em toda a extensão da estrada, sendo liberado ao final do dia, por volta das 17h.

“Já nos 30 dias finais, quando haverá a colocação da massa asfáltica, a estrada terá que ser interditada o tempo todo”, avisa Marcos Constantino. O secretário de Planejamento da Prefeitura, Rômulo Augusto Arsufi Vigatto, e o de Obras e Serviços, Lucas Lopes, acompanharam o prefeito na visita ao início das obras. “Todas as etapas referentes às desapropriações, apresentação de projeto ambiental e cumprimento das exigências da Caixa Econômica Federal foram atendidas e estamos muitos satisfeitos em ver a obra em andamento, disse Rômulo Vigatto.

Reportagem: Aluízio Santana

Fotos: Ivair Oliveira (remoção de árvore) e Samuel Oliveira (Máquinas trabalhando)