Projeto inédito de compostagem gera adubo orgânico para Viveiro Municipal e hortas escolares de Jaguariúna

Adubo orgânico, produzido com restos de gramas e folhas secas recolhidas após varrição diária, é utilizado no Viveiro Municipal e nas hortas escolares.

O Departamento de Agropecuária e Meio Ambiente (Dama) da Prefeitura de Jaguariúna deu início a um projeto piloto de compostagem no Centro de Educação Municipal Ambiental (CEMA) que auxiliará na manutenção de projeto de horta nas escolas da rede municipal de ensino.

Utilizando gramas e folhas secas recolhidas durante a varrição da área, o Dama transforma o produto final num composto orgânico que é utilizado para implantação e manutenção de hortas nas escolas municipais. Além disso, o composto é utilizado nos tubetes de mudas do Viveiro Municipal. Produtores rurais do município que também quiserem utilizar o composto podem solicitar o fornecimento.

A compostagem é um processo biológico de decomposição e de reciclagem da matéria orgânica contida em restos de grama e folhas livres de qualquer tipo de resíduos, formando um composto. A medida evita a acumulação desses materiais em aterros, o que melhora a estrutura dos solos.

A implantação do piloto de compostagem no CEMA, além das vantagens que traz ao meio ambiente também é critério para pontuação na diretiva “Resíduos Sólidos”, do Programa Município Verde Azul (PMVA) do Estado de São Paulo. O relatório desta ação será entregue junto com os documentos comprobatórios das demais diretivas no próximo dia 16 de outubro, visando a conquista do Selo na Certificação final do PMVA.

 

Reportagem: Aluízio Santana

Fotos: Divulgação/Dama – Prefeitura Jaguariúna