Taxistas pedem apoio da Prefeitura contra entrada do Uber em Jaguariúna e fiscalização contra ilegais na profissão

O prefeito Gustavo Reis recebeu em seu gabinete, na manhã desta segunda-feira, 11 de junho, os taxistas Valter Carlos Remonte, Jair de Andrade, Luiz Carlos Miranda, Elenilson Alexandre da Silva e José Luiz Alves, como representantes dos 40 profissionais da categoria que atuam em Jaguariúna.

Eles solicitaram que a Prefeitura impeça, por meio de uma lei a ser aprovada na Câmara, a entrada do aplicativo Uber e a ação dos chamados “piratas/clandestinos”, ou seja, quem trabalha sem recolher as taxas municipais para exercer a função.

O grupo estava acompanhado do vereador Afonso Lopes da Silva (Silva/PPS), que intermediou a reivindicação junto ao prefeito.  Também participaram da reunião os secretários Josino José da Silva (de Mobilidade Urbana) e Valdir Parisi (Governo).

O prefeito ouviu atentamente e conversou com os representantes dos taxistas, frisando que está aberto ao diálogo, na busca pela melhor solução para o problema, e comprometeu-se a dar uma resposta concreta tão logo os estudos necessários estejam prontos, tarefa que cabe aos dois secretários presentes ao encontro encaminharem.

De acordo com Valter Remonte, os taxistas que atuam legalmente na cidade estão sendo prejudicados e seus ganhos caíram bastante, devido à concorrência desleal que enfrentam com os clandestinos. Além disso, segundo ele, um Abaixo-assinado está em andamento para embasar as solicitações recebidas pelo prefeito.

O secretário de Mobilidade Urbana, Josino José da Silva, deixou claro que a fiscalização quanto à legalidade do trabalho dos taxistas será rigorosa e aconselhou que todos estejam devidamente em dia com suas obrigações, ou seja, que tirem o necessário Alvará junto à Prefeitura. “Só assim poderemos dar o retorno que a categoria solicita”, explicou.

O grupo também solicitou do prefeito uma alteração no Artigo 5º do Decreto 3258/2014, que regulamenta a identificação dos táxis no município, pois pretendem utilizar uma nova identificação visual, que será imantada, ou seja, poderá ser afixada no veículo por meio de um ímã.

Reportagem: Aluízio Santana

Fotos: Ivair Oliveira