Vacinação contra gripe Influenza é prorrogada e só termina dia 23 de junho

Novidade é que pessoas entre 55 e 59 anos estão incluídas na lista dos grupos prioritários e podem receber a vacina

A vacinação contra a gripe influenza em Jaguariúna foi prorrogada e terminará apenas no dia 23 de junho, incluindo, daqui para frente, a faixa etária de 55 a 59 anos. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 13 de junho, pela secretária de Saúde, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão. Segundo a secretária, a decisão segue o calendário da campanha estadual, denominada “Vamos vacinar quem mais precisa”.

Os grupos prioritários (confira lista abaixo), que já estavam recebendo a vacina, continuam sendo imunizados. “Até agora, aqui em Jaguariúna foram aplicadas 10.824 doses de vacina contra a Influenza, mas ainda não atingimos a meta de vacinar 90% dos grupos principais. Conseguimos imunizar 67% do total de crianças, 70% das gestantes e 88% dos idosos”, disse a secretária Maria do Carmo.

De acordo com a responsável pela Vigilância Epidemiológica (VE) da Secretaria municipal de Saúde, enfermeira Silvana Moraes, de janeiro até hoje, em Jaguariúna foram notificados 9 casos de síndrome respiratória aguda grave, sendo confirmado apenas 1 caso de gripe Influenza tipo B.

“Nossa recomendação é que todas as pessoas incluídas nos grupos mais suscetíveis ao vírus da gripe procurem a Unidade de Saúde mais próxima para receber a vacina”, alerta. De acordo com as secretarias municipal e estadual de Saúde, a vacina é segura e contribui para reduzir as complicações causadas pelos diferentes tipos de vírus, evitando internações e até mortes.

GRUPOS PRIORITÁRIOS

– Crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, idosos com 60 anos ou mais, adolescentes e jovens em medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional que sejam portadores de doenças crônicas e também professores.

No dia 13 de maio, o chamado “Dia D”, a vacinação foi ampliada para esses outros segmentos:

– Polícias Civil e Militar, Bombeiros, funcionários do Poupa Tempo e dos Correios, Defesa Civil, Ministério Público, Procuradoria Geral, Defensoria Pública, Polícia Federal, Guardas Municipais, doadores de sangue e de medula, trabalhadores dos Tribunais de Justiça e Fóruns, profissionais que trabalham com pessoas em situação de rua, cuidadores de idosos, auxiliar de classe e demais funcionários das escolas do Ensino Básico e Superior, funcionários das Creches e trabalhadores da limpeza urbana e colhedores de resíduos.

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde – Governo de São Paulo.

Reportagem: Aluízio Santana – Foto: Ivair Oliveira/Arquivo-PMJ